Comentários Eleison 220 – Décimo aniversário

Página inicial > Dom Richard Williamson > Eleison Comments

DÉCIMO ANIVERSÁRIO

ELEISON COMMENTS CCXX (01 de outubro de 2011)

– Formato para impressão (em PDF).

O décimo aniversário do 11 de setembro veio e se foi em 11 de setembro, três semanas atrás. Parece que, na mídia dos EUA, houve tal chuva de sentimentalismo por razão do acontecimento, que, comparada a ela, as recentes chuvas torrenciais da costa oriental assemelham-se a chuvisco. No entanto, antes que se torne “anti-semita” levantar a questão, indaguemos apenas, com um comentarista americano de inteligência e integridade inquestionáveis, a realidade desse evento.

O comentarista é Dr. Paul Craig Roberts, o qual, há alguns meses, anunciou que se aposentava como escritor. Ele se desencorajou pela falta de leitores interessados na verdade. Felizmente, sua aposentadoria não durou muito. Ele é um arauto da verdade e há poucos deles por aí fora. “In America Respect for Truth is Dead” é o título do seu artigo, publicado a 12 de setembro no inforwars.com. Como ele sugere, a perda da verdade é o verdadeiro drama, tanto do 11 de setembro como dos dez anos que o sucederam, não só nos EUA mas em todo o mundo.

Dr. Roberts tem formação científica, e assim afirma estar totalmente convencido da evidência científica apresentada num encontro sobre o 11 de setembro, havido de 8 a 11 de setembro na Ryerson University, Toronto, Canadá. Nos quatro dias de palestras, notáveis cientistas, estudiosos, arquitetos e engenheiros apresentaram os resultados das suas pesquisas sobre os acontecimentos do 11 de setembro (suas descobertas podem ser vistas ainda em http://www.ustream.tv/channel/thetorontohearings). Dr. Roberts escreve que as pesquisas “provam que no edifício 7 do WTC ocorreu uma demolição controlada e que dispositivos incendiários e explosivos levaram abaixo as Torres Gêmeas. Não há nenhuma dúvida a respeito. Todos os que afirmem o contrário não têm fundamentos científicos. Os que acreditam na história oficial acreditam num milagre que desafia as leis da física.”

Dr. Roberts cita algumas das muitas provas científicas apresentadas no Canadá, como a recente descoberta de nano-termite na poeira que produziu a queda das torres; mas ele observa que “a revelação da malevolência é tão poderosa que a maioria dos leitores se vê desafiada em sua força emocional e mental”. A propaganda do governo e a “mídia presstituta” têm tanta força sobre as mentes que a maior parte das pessoas crê seriamente que somente “livros de conspiração” desafiam a versão do governo. Fatos, ciência e evidência não mais contam em nada (alguém que conheço tem incorrido nisso!). Dr. Roberts cita um professor de direito de Chicago e Harvard que propõe que se devem calar todos os que, com fundamento em fatos, duvidam da propaganda do governo.

G. K. Chesterton disse certa vez uma frase famosa, que quando as pessoas param de acreditar em Deus, em nada mais já acreditam, e então crêem em qualquer coisa. O mais grave dos milhões de perdedores da verdade do 11 de setembro são os católicos que não podem ou não querem ver a evidência de ser o 11 de setembro uma maquinação, os quais não podem ou não querem ver as verdadeiras dimensões religiosas do triunfo mundial da lavagem cerebral que o 11 de setembro representa. Tenham esses católicos cuidado. Pode parecer fantástico exagero dizer que eles correm o risco de perder a fé; entretanto, não temos exemplos terríveis do Vaticano II logo atrás de nós? Nos anos 60, não aconteceu que muitos católicos adquiriram visão tão simpática do mundo moderno que terminaram por pensar que a Igreja se lhe deveria adaptar? E o Vaticano II não foi o resultado? E o que este fez com a fé deles?

Kyrie Eleison.