Paramentos – Explicações Litúrgicas

Página inicial > Liturgia

PARAMENTOS – EXPLICAÇÕES LITÚRGICAS

– Formato para impressão (em PDF)

   O sacerdote, quando celebra, se reveste de roupas especiais (paramentos) porque realiza uma ação especial: o santo Sacrifício da Missa. Os paramentos que o padre usa na Missa são: o amito, a alva, o cíngulo, o manípulo, a estola e a casula.

   Ao lavar as mãos, o sacerdote reza: “Concedei, Senhor, virtude às minhas mãos  para limpar toda mancha: a fim de que Vos possa servir sem mancha na alma e no corpo”.

   AMITO: é um pequeno pano branco de linho, com uma cruz no meio, com o qual o sacerdote cobre o pescoço e os ombros, depois de o colocar na cabeça. É o elmo, o capacete da salvação. O padre, como soldado de Cristo, é obrigado a repelir os assaltos do demônio, seu maior inimigo. Simboliza a modéstia no vestir e no falar. Lembra também o pano com que os soldados vedaram os olhos de Nosso Senhor. Ao se revestir do amito, reza o sacerdote: “Imponde, Senhor, na minha cabeça o capacete da salvação para rechaçar os ataques do demônio.”

   ALVA: é uma túnica branca também de linho, ornada de rendas ou bordados na sua extremidade. Simboliza a pureza e a inocência de que o padre deve estar revestido. Lembra a túnica dos loucos, com que Herodes mandou revestir, por zombaria, a Nosso Senhor. O sacerdote reza, quando a veste: “Purificai-me, Senhor, e limpai o meu coração, para que, purificado no Sangue do Cordeiro, mereça gozar das alegrias eternas.”

   CÍNGULO: é um cordão, branco ou da cor do paramento, usado para ajustar a alva à cintura. Simboliza a castidade. Lembra a corda, com a qual prenderam Nosso Senhor. O sacerdote reza, quando põe o cíngulo: “Cingi-me, Senhor,  com o cinto da pureza, e extingui em mim a concupiscência, para que permaneça em mim a virtude da continência e da castidade.”

   MANÍPULO:  é uma espécie de faixa que o padre usa no braço esquerdo. Simboliza o trabalho e a dor e lembra a corda que atua as mãos de Nosso Senhor. Ao colocá-lo, o sacerdote reza: “Que eu mereça, Senhor, trazer o manípulo do pranto e da dor, para que eu receba com exultação a recompensa do trabalho.”

   ESTOLA: é uma longa faixa de pano que o padre põe sobre os ombros para administração dos sacramentos e de algumas outras funções. Simboliza o poder sacerdotal e lembra a corda colocada ao pescoço de Nosso Senhor ao levar a Cruz. O sacerdote recita: “Restitui-me, Senhor,  a veste da imortalidade, que perdi com a prevaricação do primeiro pai (Adão), e, embora de indigno de acercar-me do santo mistério, mereça contudo a alegria eterna.”

   CASULA: é o paramento que o padre põe por cima da alva e da estola. Simboliza o jugo do Senhor e a caridade que o padre deve possuir com relação a Deus e às almas. A cor é característica do tempo litúrgico. Lembra a túnica que tiraram de Nosso Senhor para O crucificarem. O sacerdote diz: “Senhor, que dissestes: Meu jugo é suave, meu peso é leve – fazei que possa trazer essa vestimenta de maneira a obter a vossa graça. Amém.”